As grandes mentiras brasileiras (parte 1)

1. O brasileiro é um povo solidário
Depende de qual emissora transmitir as cenas das enchentes e, também, de onde ocorrer a tragédia natural. Você viu, ficou sabendo ou se importou com a cheia de um rio que isolou e matou dezenas de pessoas no Acre? Não, porque o Acre não é no Brasil. Se fosse em Teresópolis ou Santa Catarina, tudo bem.

2. O Brasil é livre do racismo
Não. Nosso país é predominantemente negro. Eles e os pardos correspondem a mais de 54% da população nacional. Mesmo assim, a ladainha de que o negro é respeitado e tem os mesmos direitos em solo brasileiro, não passa de conversa para boi dormir. Vide o número de negros presos, assassinados e mendingando nas ruas. Menor acesso ao estudo, saúde e bons cargos de trabalho.

2.1 A mulher cresce cada vez mais no mercado de trabalho brasileiro
Mentira deslavada, tanto no Brasil, quanto em qualquer outro lugar do mundo. A mulher continua ganhando menos do que seus pares masculinos, no mesmo cargo, na mesma empresa. A mulher também sofre maiores pressões quando recebe uma promoção. Sem esquecer, claro, que você não conhece nenhuma presidente ou CEO de empresa que seja mulher AND negra. Se for loira de olhos azuis, ok, aí pode.

3. O Brasil é o país do futebol
Jura? Para quem? Se o critério para avaliar isso for a qualidade da atividade desenvolvida, menos ainda. O futebol brasileiro é um dos mais recalcados e simplórios do mundo. Se avaliarem o número de praticantes do esporte, quem sabe, mas aí teríamos que considerar que o planeta Terra é dominado pelo skate. É?

4. Santos, São Paulo, Flamengo e Grêmio são campeões mundiais
Em partes, e bem miúdas. Antes do ano 2000, não existia (nem oficial, nem clandestina) uma competição chamada “Campeonato Mundial de Clubes”. O que havia era uma disputa entre a equipe vencedora do campeonato sulamericano e o campeão europeu. Dois continentes não representam o mundo. O São Paulo pode dizer que foge à regra por ter vencido em 2005, mas só. Times que já venceram o mesmo campeonato que essas equipes brasileiras, como Boca Juniors, Indenpendiente, Real Madrid e Milan, consideram o título como “Copa Intercontinental”. No Brasil, claro, virou “Mundial”, já que nos anos 60 os brasileiros só viajavam da África para cá, para servirem de escravos.

5. FHC criou o Plano Real
Em partes. Ministro da Fazenda no governo de Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso reuniu uma equipe de vários economistas – coisa que o próprio não é, nem nunca foi – para tentar solucionar a absurda inflação brasileira. Assim, criou o Cruzeiro Real, que fracassou, tendo aumentado a inflação na época. Com o erro, traçou uma nova linha com sua equipe, e por meio de medida provisória, criou o URV. Lembra? URV não tinha moeda, nota de papel, nada. Era só um título de transição. “Unidade Real de Valor“. Daí, meses depois, veio o Real. Valeu pela iniciativa, mas considerá-lo o pai da moeda, é no mínimo, errado.

7. O movimento Cara-Pintada derrubou Fernando Collor de Melo
Nunca, em qualquer outra época da história brasileira, o jovem foi tão enganado quanto no início dos anos 90. Motivados por uma proposta ridícula de Collor – que pediu a todos que o apoiassem e acreditassem em suas atitudes que colocassem nas janelas, toalhas nas cores verde ou amarela, ou fossem às ruas com roupas nessas cores – estudantes-militantes da UNES e UBES, dois dias depois, mobilizaram milhares de outros estudantes a protestarem nas ruas, trajando preto. O verde e amarelo vinha no rosto. Até aí, tudo bem, se não fosse o fato da Rede Globo – que havia favorecido Collor compulsoriamente nas eleições de 89/90 – estar transmitindo a minissérie “Anos Rebeldes“, o que motivou ainda mais os estudantes. A revista Veja também foi importante, com entrevista contundente do irmão de Fernando, Pedro, dizendo que o tesoureiro do presidente, PC Farias, dividia em 30 e 70% os “rendimentos” que obtia durante o governo – de forma ilícita, claro. No fim das contas, o que levou Collor ao chão, foi a má interpretação do resgate das poupanças acima de 50 mil Cruzados Novos. O dinheiro seria devolvido, com juros, mas convenhamos: se alguém pega dinheiro da sua conta, você quer derrubá-la. Collor caiu pela malandragem mal planejada e pela pouca sensibilidade política.

8. O Bolsa Família incentiva o vagabundo
Típico do povo brasileiro, o orgulho em não ser pobre é algo preocupante. Logo, quando percebe que parte de seus rendimentos é redirecionado pelo Governo a uma camada mais sensível da sociedade, se revolta. Afinal de contas, foi ele quem trabalhou duro por aqueles 2 centavos de Real que lhe foram tomados. O Bolsa Família nada mais é do que um aporte financeiro à famílias carentes que mantém seus filhos matriculados nas escolas públicas brasileiras. Se os patronos gastarem com cachaça, viagens ao Boqueirão ou acesso 3G da Oi, problema deles. A intenção é incentivar a permanência das futuras gerações no ensino, possibilitando – mesmo que minimamente – que estes tenham melhores oportunidades no futuro (por ter mais estudo) e, logo, não precisem mais do B0lsa Família. Isso vale para o ProUni, também.

9. Romário fala o que o povo brasileiro quer falar
Erro de sintaxe. Na verdade, o baixinho fala o que o povo quer ouvir. É o que menos se faz de político, mas é o mais bem preparado entre todos. Pouco se diz, mas assim que direcionou os primeiros ataques contra a organização da Copa de 2014, o Deputado Federal recebeu de seu partido, o PSB, a indicação para concorrer à Prefeitura do Rio de Janeiro.  Vale lembrar que a verborragia de Romário é enlatada, uma vez que o próprio não é exemplo de cidadania ou retidão moral. Já foi denunciado por não pagamento de IPTU, IPVA, pensão de seus filhos, além de responder na justiça por processos de agressão.

10. Haverá parte 2 desse post
Rá!

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: