E o Brasil na Libertadores 2012?

Os brasileiros renderam o esperado (tchau, Flamengo!), com excessão do Internacional, que conseguiu a façanha de ser derrotado ontem, por 1×0, pelo inexpressivo Juan Aurich (PER) e seu pavoroso campo de piso sintético – os gaúchos terminaram em segundo em seu grupo, só com 8 pontos, o pior dos classificados. O Santos venceu, por 2×0, o fraco The Strongest (BOL), na bacia das almas (levando em consideração ser o time da moda, com o melhor jogador da américa do sul e jogando em casa). O Vasco já tinha garantido sua classificação, dias antes, assim como fez o Corinthians, anteontem, garantindo a liderança de seu grupo em uma goleada de 6×0 no Deportivo Táchira (VEN). Quem saiu rindo à toa foi o Fluminense, líder geral da competição com 15 pontos, e salvo da segunda derrota com um gol no último minuto, de virada, marcado por Rafael He-Man Moura.

Vamos a uma pré-análise dos jogos das equipes brasileiras nas oitavas de final:

Corinthians x Emelec (EQU) – os equatorianos provaram que são osso duro, quando venceram um jogo contra o Flamengo, após estarem perdendo por 2×0. Na última rodada da fase de grupos, a equipe venceu o Olímpia (PAR) também de virada, no último minuto. É time que não se rende. O Corinthians deve tomar cuidado, na verdade, no jogo de volta (Pacaembu), pois o Emelec já demonstrou que joga bem nos contra-ataques. Porém, o Timão passa, talvez até com certa facilidade no placar geral.

Lanús (ARG) x Vasco – Pobres cariocas. O Flamengo venceu o Lanús, mas ficou sem a vaga para as oitavas, na última rodada. O Vasco ficou em segundo em sua chave, e pega os argentinos fora de casa, no jogo decisivo. Na minha opinião, os cruzmaltinos correm grande risco de abandonar a competição, já nas oitavas. E olha que o Lanús é bem, mas bem comum…

Santos x Bolívar (BOL)Muricy e seus alunos podem fazer mestrado em questões bolivianas. Ano passado, também  jogaram contra equipes do país de Evo Morales. Este ano, já será a terceira partida contra eles, a segunda em terras andinas. Porém, diferente do The Strongest, o Bolívar tem mais qualidade técnica. Nada que se compare com o talento de Ganso, Neymar, Rafael e Arouca. Mas La Paz costuma ser o inferno dos brasileiros. O Santos passa, mas deve garantir um empate no jogo de ida.

Fluminense x Internacional – melhor confronto, impossível. Isso na visão de santistas, corinthianos e vascaínos. As duas equipes copeiras, as melhores do Brasil nas últimas 4 edições da Libertadores, vão se devorar. O Internacional sente muito a falta de Oscar, que deixou um vazio na intermediária gaúcha, hoje, habitada pelo sombrio Dátolo. O Fluminense de Fred, Rafael Sóbis, Deco e Abel Braga não deve ter problemas no jogo de volta, no Engenhão, mas… no Beira-Rio, o colorado é forte. Na minha opinião, passa o Flu, mas por 51 x 49.

Que vengam los inimigos!

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: