E aí, tudo bem? Vou te deletar. Bjos!

Inspirado neste post da amiga Renata (a qual, confesso, não falo nem vejo há anos – então, tudo bem, Renata?), vejo como necessário um aviso. Aos amigos distantes, aos próximos e, principalmente, parentes (pois é): se eu tiver que ler algum comentário, post ou compartilhamento de ideias ou opiniões ligadas à xenofobia e preconceito, seja este qual for, a pessoa será deletada. Do Facebook, Twitter, lista de e-mails, Whatsapp, o que for. Bem provavelmente, da minha lista de amigos “da vida real”.

Não que isso vá mudar a vida da pessoa – não ter mais contato ou interação comigo. Se bobear, será até bom para ela. Mas para mim, com certeza, será algo próximo à sensação do orgasmo saber que, finalmente, terei uma chance a menos de ler coisas do tipo “nordestino é uma raça zzzzzzz”. Chamou de “raça”, amigo, acabou. Quer dizer, ex-amigo.

O mesmo vale para quem ama fazer juízo de valor sobre o que/quem não sabe ou conhece. “Esse bando de vagabundos que vivem às nossas custas!”. Você pode provar o que está dizendo? Pode me apresentar o boleto de pagamento das contas da tal pessoa? O que é ser vagabundo? Como sei que essas questões costumam vir acompanhadas de respostas sem qualquer base lógica de raciocínio, apenas deletarei a pessoa e pronto.

Não sei se foram as 30 velas sobre o bolo no ano passado, mas não tenho a menor paciência para “polêmicas”. Sério, acreditem. Claro que adoro um debate, desde que sejam respeitadas as regras básicas de um diálogo educado. Partiu para a baixaria ou abusou do “achismo”, acaba. Por isso, não consigo mais perder tempo com gente pequena, de coração murcho e alma cinzenta. Enche o saco. Já bastam os meus momentos de astral rasante. Não preciso de tanto negativismo e ódio ao meu redor.

Digo tudo isso porque estamos às portas do inferno. Como disse no meu penúltimo post, é muito simples opinar sobre qualquer coisa, a qualquer momento, da maneira que bem entender. Estamos em ano de Copa do Mundo. De manifestações. De ações de grupos organizados e militares. De rolezinhos. De eleições. Um terreno fértil para uma tempestade de xenofobia, racismo, preconceitos variados e, claro, muito ódio.

Portanto, amigos (cof cof), se tiverem interesse, baixem este aplicativo e instalem em seus computadores. Ele permite saber quem te bloqueou/deletou no Facebook. Vai te ajudar a alimentar um pouco mais do rancor e frustração pelo simples fato de estar vivo, e também a saber que você vem soltando merda pela ponta dos dedos.

Falando nisso… e aí, tudo bem?
img

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: